Unit conquista representação da Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Medicina

25 de Novembro de 2020, 14:08

Reconhecida pela Associação Médica Brasileira, a ABLAM tem papel de incentivo, integração, difusão do conhecimento médico e valorização entre Ligas Acadêmicas, frente as instituições de ensino superior e sociedades médicas.

O apoio que a Universidade Tiradentes fornece às Ligas Acadêmicas foi decisivo para o fortalecimento dessas instituições, constituídas fundamentalmente por estudantes que buscam se aprofundar em áreas específica da Medicina. O suporte ofertado para as mais 20 agremiações conferiu à Unit, a representação da Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Medicina (ABLAM).

“Entre os diversos papéis de atuação da ABLAM, destaco o incentivo ao relacionamento, a integração e a mobilidade entre Ligas, fomento a difusão do conhecimento médico entre Ligas de um mesmo tema, a valorização das Ligas frente as instituições de ensino superior e sociedades médicas”, explica Talles Coelho, eleito para estar à frente da representação da ABLAM na Universidade Tiradentes.

As Ligas Acadêmicas atuam nos três eixos do tripé universitário: ensino, pesquisa e extensão. Especificamente na saúde, possuem o intuito de aprofundar o conhecimento e a experiência do estudante em uma determinada área. “É o caso, por exemplo, de uma elaboração de pesquisa científica sobre saúde mental e/ou a participação de forma mais intensa do discente em um ambulatório de alguma especialidade médica, sempre com o acompanhamento de um orientador capacitado para isso”, cita.

A escolha do acadêmico do 70 período, envolveu um processo seletivo de análise curricular com perguntas a respeito do entendimento sobre a atuação das ligas acadêmicas e a participação do discente nas atividades extracurriculares. Talles Coelho, que ficará no cargo pelos próximos seis meses, ajudou fundar e atuou, por dois anos como diretor, da Liga Acadêmica de Anatomia (LAAP).

“É um processo de aprendizagem que envolve muito conhecimento da área que está inserido. Quem participa de uma Liga atuante cresce tanto pessoalmente, quanto academicamente”, conclui.

Assessoria de Imprensa